Resultados do Plano Nacional de Aviação Civil (PNAC) em Santa Catarina (2009 a 2015)

  • Walter Arthur Fensterseifer Antunes UNESC
Abstract views: 25 / PDF downloads: 15
Palavras-chave: Crescimento, Desenvolvimentismo, Integração, PNAC, Santa Catarina, Transporte Aéreo de Cargas e Pessoas, Território

Resumo

Esta pesquisa tem como seu tema principal pesquisar sobre os efeitos da Política Nacional de Aviação Civil (PNAC) em Santa Catarina no período de 2009 – 2015, entender qual foi o sua importância e seu legado que foi deixado sobre o transporte aéreo comercial no estado catarinense, como isso influenciou e economia, a integração e desenvolvimento no território do estado através da movimentação de cargas e passageiros. Para isso irá abortar uma visão desenvolvimentista através de uma análise qualitativa e quantitativa de dados fornecido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), como número de passageiros e quantidade em quilogramas (Kg) transportada, fazendo uso também de livros, artigos, reportagens, regulamentos e leis. Após fazer as pesquisas e análise podemos ver PNAC permitiu grande melhorias estruturais nos aeroportos, tornando-os mais bem preparado para atender as demandas, mas ainda assim tendo deixado a desejar no transporte de carga.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL, Lei nº 11.182, de 27 de setembro de 2005. Cria a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2005.

BRASIL, Decreto n° 76590, de 11 de novembro de 1975. Dispõe sobre Sistemas Integrados de Transportes Aéreos Regionais e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1975.

BRASIL, Decreto nº 6780, de 18 de fevereiro de 2009. Aprova a Política Nacional de Aviação Civil (PNAC) e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2009.

BRASIL, Medida Provisória nº 527, de 18 de março de 2011. Brasília, DF. Altera a Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, que dispõe sobre a organização da Presidência da República e dos Ministérios, cria a Secretaria de Aviação Civil, altera a legislação da Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC e da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO, cria cargos de Ministro de Estado e cargos em comissão, dispõe sobre a contratação de controladores de tráfego aéreo temporários, cria cargos de Controlador de Tráfego Aéreo. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2011.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos THEUER, Daniela. Um Estado novodesenvolvimentista na América Latina? Economia e Sociedade, Campinas. V. 21, Número Especial, p. 811-829, dez. 2012.

BRITO, Eliane Gomes. de Evolução da Rede Aeroportuária Brasileira: o Caso do Transporte Internacional de Passageiros. Eliane Gomes de Brito. - Rio de Janeiro: UFRJ/COPPE, 2017. XV, 136 p.: il.; 29,7 cm. Orientador: Elton Fernandes Tese (doutorado) – UFRJ/ COPPE/ Programa de Engenharia de Produção, 2017.

CARNEIRO, Ricardo de Medeiros. Velhos e novos desenvolvimentismos. Economia e Sociedade, Campinas. V. 21, Número Especial, p. 749-778, dez. 2012.

CORSI, Francisco Luiz. A política econômica do governo Dilma: baixo crescimento e recessão. Disponível em: file:///D:/MEUS%20DOCUMENTOS/Downloads/labeditorial,+8495-Texto+do+artigo-27343-3-10-20191216.pdf . Acesso em 24 maio 2020.

CURADO, Marcelo. Uma avaliação da economia brasileira no Governo Lula. Economia & Tecnologia - Ano 07, Volume Especial – 2011.

CYPHER, James Martín. Revista de Economia, v. 40, n. 3 (ano 38), p. 7-27, set/dez. 2014. Editora UFPR.

EMBRAER. A história da Embraer. 2006. Disponível em: http://www.embraer.com.br/. Acesso em 22 de maio de 2020.

FERREIRA, Josué Catharino. Um breve histórico da aviação comercial brasileira. Niterói: ABPHE - XII Congresso Brasileiro de História Econômica, 2017.

FILHO, Manoel Moacir de Farias Chaves. CHAVES, Suzana Maria Lucas de Farias. A ciência positivista: O mundo ordenado. Iniciação Científica Cesumar, Maringá, Ag Dez 2000, Vol. 02 n. 02, pp. 69-75.

FONSECA, Pedro Cezar Dutra. Desenvolvimentismo: A construção do conceito. Texto para discussão / Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.- Brasília: Rio de Janeiro: Ipea, 1990.

FORJAZ, Maria Cecpilia Spina. As origens da Embraer. Tempo Social, revista de sociologia da USP, v. 17, n. 1 Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ts/v17n1/v17n1a11.pdf .Acesso em 2 maio 2020.

JÚNIOR, Ediam Rafael de Freitas. Contribuições da Aviação no Desenvolvimento Socioeconômico da Região Norte do Brasil. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Edição 05. Ano 02, Vol. 01. pp 458-473, Julho de 2017. ISSN:24480959.

Ministério da Defesa. Secretaria da Aviação Civil. Política Nacional de Aviação Civil. Disponível em: www.defesa.org.br. Acesso em 20 jum 2020.

Panorama 2015. O setor aéreo em dados e análises. Disponível em https://www.abear.com.br/wp-content/uploads/2019/03/Panorama_2015.pdf . Acesso em 15 maio 2020.

QUINTILHANO, Diogo. Transporte aéreo de cargas em Santa Catarina: desenvolvimento e perspectivas. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciencias Humanas. Programa de pos-fraduação em Geografia. Florianópolis, Santa Catarina, p. 302, 2014.

RAUEN, F. J. Roteiros de investigação científica. Tubarão-SC: UNISUL, 2002.

RODRIGUES, Lucas Azeredo. Transporte aéreo de passageiros no estado de Santa Catarina: estratégias logísticas e organização territorial. Dissertação – Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Fiolosofia e Ciencias Humanas. Programa de pós graduação em Geografia. Florianópolis, 2020.

SILVEIRA Márcio Rogério. QUINTILHANO, Diogo. Os efeitos das concessões aeroportuárias no Brasil entre os anos de 2012 a 2018. Geosul, Florianópolis, v. 34, n. 70, p. 87-112, jan./abr. 2019.

TEIXEIRA, Bruno Bernanrdes. Avaliação ambiental estratégica e auxílio multicritério à decisão: um estudo sobre as possíveis contribuições ao planejamento aeroportuário. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo. São Paulo, p. 157, 2104.

Publicado
2022-06-03
Como Citar
Antunes, W. A. F. (2022). Resultados do Plano Nacional de Aviação Civil (PNAC) em Santa Catarina (2009 a 2015). Revista Catarinense De Economia, 5(1), 70-82. https://doi.org/10.54805/RCE.2527-1180.v5.n1.105
Seção
Artigos