Inserção internacional e mudança estrutural da Balança Comercial Catarinense nos anos 2000

  • Adriano de Amarante Universidade do Estado de Santa Catarina
  • William Jose Borges Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC
  • Fernando Pozzobon Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Daniel Augusto de Souza Universidade do Estado de Santa Catarina
Palavras-chave: Balança comercial de Santa Catarina; Importações; Exportações; Teoria institucional.

Resumo

Neste artigo, propõe-se analisar a evolução da balança comercial de Santa Catarina e a mudança na sua estrutura nos anos 2000. Neste estudo exploratório, pautou-se pela análise descritiva de dados e informações de pesquisas quantitativa e qualitativa. A análise descritiva teve-se como suporte adicional a abordagem Neo-Institucionalista, para direcionar e contextualizar o ambiente em que a economia catarinense se insere no comércio internacional, com influência de acordos internacionais e de blocos econômicos. Os resultados são a mudança nas origens e destinos das mercadorias comercializadas, com destaque ao ganho de participação nos valores das importações e exportações por parte da economia Chinesa, e a redução na diversificação da pauta de exportação ao final da segunda década dos anos 2000.

Biografia do Autor

Adriano de Amarante, Universidade do Estado de Santa Catarina

Professor do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

William Jose Borges, Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC).

Fernando Pozzobon, Universidade do Estado de Santa Catarina

Professor do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). 

Daniel Augusto de Souza, Universidade do Estado de Santa Catarina

Professor do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

Publicado
2021-09-11